Thursday, July 12, 2012

Encontro



Sentei numa poltrona marrom no Starbucks para me entregar a preguiça, uma xícara de chocolate, música no iPhone e muitas idéias na cabeça. Minha cara esse negocio de ter idéias o tempo todo, quase uma maquina daquelas de cientistas loucos, sempre com algo novo, esperançosa de que desta vez o mundo compreenda.

Pego o iPhone para ver o Facebook e quem sabe postar um pouco do que sinto... Gosto dessa intimidade publica, talvez porque minhas palavras se percam no meio de tantas outras.

Levanto a cabeça e vejo você, o sorriso aparece em meu rosto ... Aquele sorriso que alguém disse um dia, ser capaz de conquistar o mundo. Bem, estava ali, meu sorriso e você logo a frente ocupado em cuidar de seu filho. Um menino lindo de cabelos cor de amanhecer e olhos de um azul nunca visto. Sua mão acaricia os cabelos do menino e eu observo você.

Não sei seu nome, pouco me importa isso. Apenas vejo em seus gestos, no olhar e sorriso, aquilo que procuro há muito e nunca encontro: simplicidade, leveza e amor.

Seu amor por aquele pequeno homem sério e falante, que sobe e desce da poltrona, vira de um lado para outro como um bola na mesa de bilhar, sim seu amor para com ele, por ele, me conquistou.

Olho melhor, vejo agora os olhos cor de mel e o cabelo escuro que você tem. Uma covinha no queixo e outra do lado direito do rosto. Fico observando entre admirada e cativada. Você sequer percebe que estou ali, aliás o seu mundo é aquele menino, pelo menos naquele instante.

Você pega seu iPhone e digita algo. Curiosamente segundos depois o meu sinaliza uma mensagem. Abro e vejo que alguém fez um "check in" no tal de Foursquare, alguém está ali comigo, sentado próximo, talvez bebendo um chocolate também, com creme talvez? Dou risada sozinha, uma mulher com um bebê olha assustada, com se eu não tivesse direito àquele sorriso .

Por curiosidade vou ver quem fez o “check in.”. Entro no perfil e vejo seu sorriso. Foi você! Oras, agora sei um pouco mais de você. Seu nome, onde vive e que gosta de ciclismo, musculação e montanhas. Descubro seu pub preferido em Londres. As férias de seu sonho e que gosta não de chocolate quente, mas Mochaccino .

O sorriso aparece e fica no meu rosto. Você e tão perfeitamente comum. Independentemente feliz. Você se levanta, pega o capacete, a jaqueta e o menino. Passa por mim, sem olhar... Segue para porta e pronto... Acabou...

Começo a escrever o que senti... Ali mesmo, no aplicativo de Notas do iPhone... A musica é Wake Me Up, do Evanescence, as palavras correm soltas. Um bip atrapalha o som da música, é o aviso de que uma Mensagem está chegando. Vejo de onde vem, do Foursquare de novo... No topo da tela do iPhone leio: "I want to meet you". Agora é a surpresa que acompanha o sorriso, como amantes felizes e satisfeitos. Você me viu também! Continuo a ler, "Come to Turnham", este é o parque logo em frente. Será que vou?

Levanto da poltrona, o chocolate terminou... A música é outra. Fico pensando no que fazer, sim você é um belo homem. Parece ser doce também. Infelizmente estou apaixonada, e você não é ele. Talvez ele não seja tão doce, nem tão presente, nem mesmo me considere importante, mas eu o amo sem limites, sem por quês, nem regras. Ele está nas lembranças que tenho de sempre, no paladar, no olfato e no tato. Ë dele a voz que lembro cantando em meu ouvido, são dele as mãos que tocam meu corpo. É dele o beijo que me sustenta, é ele meu amante. Não, não consigo imaginar outro alguém para mim. Pertenço ao rio e ninguém mais, ainda que o rio não deseje mais este mar.

Saio do Starbucks, olho o céu nublado como meus olhos agora, viro a direita, abro um sorriso, coincidentemente a música muda, agora toca “Nothing eles Matter. Ah! essas coincidências... Sim, depois dele nada mais importa, viver ou morrer é apenas escolha, continuar ou desistir possibilidades, amá-lo, isso não explico, apenas sinto.

Continuo meu dia, mais um dia de risos e lágrimas, esperança e pesar. Um novo dia para aprender, fazer algo bom e amar alguém um pouco mais

Passo por você, dou um sorriso e adeus. Continuo como sempre, apenas eu, minha sombra e o mundo .

1 comment:

  1. Ah, eu amo tomar mochaccino de manhã na faculdade quando os dias estão frios. Agora quando eu for no Starbucks lembrarei de você minha amiga mocinha. (PS: Como se eu nunca lembrasse, né? rs)

    ReplyDelete