Tuesday, September 13, 2011

Eu gosto de você



"Eu gosto de você. Mesmo que não seja especial para mim, gosto de passar meu tempo com você." Como isso dói. Dói saber que somos apenas mais uma em uma lista interminável, ou pior apenas qualquer uma.

Nosso encontro se deu por acaso, ou seja, nem você ou eu planejamos. O sorriso, jeito de menino me cativou, meu jeito independente e ao mesmo tempo carinhoso cativou você. O começo foi água morna, apenas aquele desejo insensato de tomar, sentir, possuir. Mas o tempo transformou isso para mim.

Passei a respirar seu perfume e sem ele o ar me falta. Seu olhar faz com que me sinta  mais bonita, desejável, mulher. Seu toque dá a segurança para vencer o mundo., como se a energia que preciso viesse de você. Na verdade não, a energia vem do amor que sinto.

Amor real. Que me faz pensar em porque escolhi esse sofrimento mesmo sabendo que você não me quer. Afinal, você gosta de mim, nada mais. No entanto eu amo você e me entrego ao sentimento e a solidão com igual motivação. Deixo que lágrimas rolem, num rosto que esta acostumado ao sorriso e a força.

Vou vivendo da migalha de tempo que me dá. Dos segundos que podemos ter, do contato mesmo que profissional que temos. Vou vivendo dos restos de você. Não aprecio isso, mas faminta e repleta de desejo, acabo aceitando, como o mar aceita o rio sem sequer ter a opção de dizer não.

Por que faz isso comigo? Magoa-me tanto assim? Qual o prazer nesse desprezo velado pelo meu sentir?

Calado sempre. Incompreensão é o que vejo em seus olhos. Barreiras imaginárias cria para tudo: para mim, o amor e o futuro. Como você pode, sendo assim, representar tanto para mim? Não, eu não quero você. Quero me libertar dessa necessidade de estar a seu lado, tocá-lo, ouvir sua voz, sentir você em mim. Tola, como se o sentimento que trago pudesse ser controlado, desprezado subjulgado.

Hoje entendi. Eu amo a você, mesmo que não ame a mim.

2 comments:

  1. O finalzinho foi bem fiel à sua forma de compreender o amor... livre, incondicional e sem depender da reciprocidade pra existir. Me lembrou um outro post seu que li... diz algo como "Eu te amo porque amo... o amor é meu."

    Lindo................... e forte!!!!!

    Rafaella Nolasco

    ReplyDelete
  2. Às vezes, a gente gosta mesmo sem saber por que...

    Lindo, querida Heleny!!!

    Mas lembrando que é sempre mais importante, primeiro, nos amarmos...

    Beijos!

    ReplyDelete