Friday, May 13, 2011

Que mulher sou eu?


Mulher. Que mulher sou? Será que tenho alguma etiqueta? Algum adjetivo cola e me especifica? Não, acho que não. Não sou como a rosa, nem como a margarida. Sequer me pareço com a orquídea, estou mais para tulipas ou flores do campo multicoloridas, selvagens, indomáveis, mas com algo de belo a oferecer.

Que mulher sou eu? Calma ao amanhecer, languida recebendo o dia, sorridente e feliz. Aberta aos desafios e mesmo que o medo chegue, levanta, arregaça as mangas e vai.

Que mulher sou eu? Compelida ao sucesso? Perdida no fracasso? O que busco? Quem procuro? No que creio? Quem são meus ídolos? Que mulher sou eu?

O sucesso é conseqüência, assim como o fracasso, Não o persigo, apenas faço o que gosto. Faço, simples, complexo, fácil ou difícil. Faço. Se o fracasso me alcança dou uma sacudida, lavo com lágrimas e continuo. Outro caminho. Outro amanhecer.

Minhas buscas são muitas, conhecimento, compreensão, diferenças, paixão, amor, realizações. Minhas crenças são simples, alguns diriam incompletas, mas me satisfazem. Creio na criação, em um Deus e nada mais. Meus ídolos não existem. Admiro pessoas, mas não as idolatro, reconheço seus feitos, mas são excepcionalmente humanos. Que mulher sou eu?

Tantas. Nenhuma. Simples nascer do sol. Complexa explosão solar.  Energia vital.

Que mulher sou eu? Sou profissional? Amante? Esposa? Mãe? Namorada? O que sou não é o que faço, nem a quem me dou. Sou eu, ser humano em crescimento, fazendo escolhas, procurando caminhos que levem a um objetivo.

Que mulher sou eu? Talvez a sua, ou a de alguém. Mulher que sabe o que deseja de si, mulher que tenta compreender e aceitar o outro. Mulher que crê na Humanidade como espécie. Chora por essa mesma Humanidade. Sofre, Luta. Mulher.

Que mulher eu sou? Não sei. Resolvi não me preocupar em me definir. Deixei isso para aqueles que tanto se preocupam com isso. Por isso, acabo sendo tantas: sou a mulher amiga que compartilha alegrias e tristezas, com o ombro sempre disponível. Sou a amante que se entrega livremente, saciada e saciando. Sou a profissional que tenta atingir a perfeição, mesmo sabendo que isso é impossível. A mãe amorosa, que sofre, ama e vive com seu filho, mas não por ele. Sou aquilo que cada um precisa, no momento que precisa, mas antes de mais nada sou livre para mim.

Que mulher eu sou? Responda você. 

7 comments:

  1. Eu li :) ... e esta pergunta é muito, muito instigante, porque para mim você é uma mulher maravilhosa, por todos os ângulos, com defeitos e qualidades, sempre em grande ascensão, buscando, aprendendo, ensinando, que vive intensamente a vida e suas emoções... Leny esta foi difícil :) porque parei para pensar também que mulher eu sou? e aí parou tudo! ahahah

    ReplyDelete
  2. This comment has been removed by the author.

    ReplyDelete
  3. Pergunta difícil essa, hem?! Acho que nem cursando uns 10 anos de "galatologia" é possível te definir. Você não é uma mulher passível de ser conhecida na sua "inteireza". Não é "estática", está sempre em movimento... se refazendo, se multiplicando e se misturando à nossa essência o tempo todo. É como se não coubesse em você... precisasse se desdobrar em várias. E consegue.

    Com o seu jeitinho, vai tocando as pessoas e se permitindo ser por elas tocada... Com suas idéias, vai se encontrando e permitindo que os outros também se encontrem através delas.

    Enfim... palavras são insuficientes pra responder ao seu questionamento final. Nem usando todas elas seria possível. Você é uma obra maravilhosa do Criador... daquelas que só existe UMA indefinível e implagiável.

    Te amo... você sabe.

    ReplyDelete
  4. Você me surpreende a cada minuto... agora depois desta ,dei uma parada geral.... vou dar um mergulho aqui dentro desta alma e pensar ... você consegue sempre fazer-nos REpensar sobre tudo, valores, ideais, atitudes, sentimentos... quer saber? Obrigada por me tirar de minha "zona de conforto" e me dar um empurrão para eu tomar consciência de mim mesma :) ahahahah

    ReplyDelete
  5. Você é a mulher que sabe fazer-nos ficar despidos diante de nós mesmos, sem máscaras, sem NADA e põe um espelho na frente... NADA Fácil :) mas extremamente necessário

    ReplyDelete
  6. Somos o queremos ser... Quem é você? Ah, você é simplesmente tudo!
    Théo Iemma

    ReplyDelete
  7. Que mulher é você? Heleny, simples assim! rsrs
    Não vou me dar ao trabalho de responder à essa pergunta porque quando amo alguém,seja lá quem for, a última coisa que paro para pensar é,quem a pessoa é para mim,pois,o que realmente importa é que ela existe e faz parte da minha vida!

    ReplyDelete