Monday, August 9, 2010

Seus olhos



Pergunto por que seus olhos têm assombrado meus dias? Onde estou, a todo momento são eles que estão em minha mente, como constante universal, com a precisão do laser e a ambição do nascer do Sol. Afinal, o que tem seus olhos?

Eu sei, de tanto observar, que seus olhos são da cor do mel. Mel escuro que escorre entre os meus dedos, denso, doce. Assim são seus olhos. Olhos de malícia, de expectativa e quando encontram os meus aquecem, deixando em tons de vermelhos meu rosto.

Lembra a primeira vez que você me olhou? A sensação foi a de ser arrastada para um redemoinho do tempo, onde passado, presente e futuro passaram em minha mente cinematograficamente. Então, de repente entendi que conhecia você. Seus olhos haviam tocado os meus em algum momento no tempo.

Nesse primeiro dia, falamos e falamos, um dia de reconhecimento dos sonhos, das belezas e dos desejos escondidos. Foi um dia de silencio também. Foram então seus olhos que falaram. Falaram de coisas que você não queria ou tinha medo de dizer. Seu olhos olhavam para mim e mostravam todo carinho, amor e desejo escondido em sua alma.

Foram seus olhos me conquistaram, seduziram. Foram eles que falaram de amor, antes mesmo de você perceber. Que primeiro fizeram amor comigo. Um amor lento e profundo. Ah! Que olhos.

Olhos poderosos. Eles parecem conquistar tudo que seu coração deseja. Enfretam o mundo com determinação. Sim, olhos determinados. Famintos de conhecimento. Olhos que procuram aprender e compreender.

Seus olhos me tiveram por algum tempo, depois chegou a hora do adeus,  e foram eles que me falaram da saudade que sentiria, da dor que a partida lhe impunha. Seus lábios sorriam, mas seus olhos choravam.

Foram seus olhos que vi pela última vez da janela do táxi. Eles não diziam adeus, mas volte logo. Tinham tristeza e esperança misturados com desejo. Desejo de que fosse para sempre.

Agora, seus olhos têm me assombrado. Assombrado e me feito sonhar. Sonhar com eles me acariciando a beira mar. Eles dentro dos meus dizendo tudo que desejo ouvir e muito mais. Olhos que não temem se comprometer. Olhos que mostram a alma límpida, sem máscaras.

Foi em seus olhos que me perdi e me encontrei. Foi neles que busquei o que faltava para conquistar a mim mesma. Foram seus olhos que me deram esperanças e felicidade. Eles me assombram, pois da mesma forma que nossas almas, seus olhos e os meus estão apaixonados, conectados para sempre.  


2 comments:

  1. Ah esses olhos! Que deram a oportunidade de sair um relato destes. Obrigado a esses olhos desconhecidos.

    Théo

    ReplyDelete
  2. Todo homem vira um astronalta e busca no infinito olhar da mulher duas estrelas, para saciar seu eterno desejo de obtê-las.Lindo o teu texto, saboroso para um faminto de literatura, obrigado.
    Paz ao teu coração e seja feliz.

    ReplyDelete